segunda-feira, 25 de dezembro de 2006

andrei gavrilov está de volta


Você se lembra de Andrei Gavrilov? Há alguns anos eu ouvi um CD em que ele fazia o "Concerto nº 2" de Rachmaninoff com a Orquestra de Filadélfia e o Riccardo Muti, se não me engano. O disco era interessante, mas nunca mais ouvi falar em seu nome. Até que agora há pouco vi no "Guardian" uma entrevista com ele. E fiquei sabendo que foi um dos mais jovens vencedores do Concurso Tchaikovski, nos anos 70; que foi proibido de sair da União Soviética por 9 anos; e que, um certo dia, em 1999, acho, simplesmente largou tudo - concertos com as principais orquestras do mundo, contrato exclusivo com a Deutsche Grammophon, etc, etc. Agora, mais de dez anos depois, ele está tentando voltar à cena, cheio de críticas ao mundo musical, à correria que exige dos artistas, às gravadoras. A entrevista é boa até porque o repórter encosta Gavrilov na parede algumas vezes e vai atrás de várias fontes para entender o momento em que ele, hoje com 51 anos, resolveu abandonar tudo o que havia conseguido. O Guardian disponibiliza também gravações gratuitas dos Noturnos de Chopin. Para quem já o conhecia, um reencontro, para quem não conhece, taí uma boa chance.

2 comentários:

pedrita disse...

um ótimo 2007 pra vc e todos os seus. que blog muito em 2007 e tenha uma lista interminável de leitores. beijos, pedrita

Nitram disse...

Gavrilov é um grande pianista de música romântica, mas eu tenho um vídeo em que ele faz (exatamente por ser um grande pianista de música romântica) a pior interpretação de todos os tempos do Gaspard de la Nuit de Ravel.