quarta-feira, 27 de junho de 2007

a italiana em argel





No Estadão de hoje, a crítica de Lauro Machado Coelho para a montagem de "A Italiana em Argel", de Rossini, dirigida por Jamil Maluf e Hugo Possolo, em cartaz no Teatro Municipal. Ainda há três récitas - hoje, sexta e domingo. Para mais informações sobre preços e horários, clique aqui.

Um comentário:

Poletti disse...

Nossa... o dia que tiver 1/4 da sabedoria do mestre Lauro ficarei muito feliz, ainda mais em opera... mas tenho que dizer que eu pessoalmente não sai muito contente da apresentação de sábado. Gostei demais do desempenho vocal de Luisa Francesconi, de Stephen Bronk e apesar dos problemas de Douglas Hahn. Acho que foram os grandes destaques da noite. Agora, o que me deixou um pouco decepcionado foi justamente a direção da peça. Entendo o perfil circense que Possolo tentou colocar em toda a obra. Os cenários me davam a impressão de estar sob a tenda de um circo. Agora, todas as caricaturas criadas, achei que ultrapassaram o nível do bom gosto. As caretas, os gestos forçados, os maneirismos no deslocamento, acho que foram exagerados... E outros elementos como aquele macaco que ficava passeando pelo palco... Enfim... tudo isso acho que tirou um pouco da verdadeira graça na encenação contida no texto e na musica. Tb. não gostei do andamento mais lento do Maluf... acho que somado aos elementos histriônicos desnecessários prejudicou muito o ritmo da opera.

Se tivéssemos uma grande temporada, com varias operas sendo encenadas, acho que não haveria problema em experimentações de direção como essa. Mas, em nosso pobre municipal, onde não sabemos direito nem o que vai ser apresentado ainda este ano, poderíamos caprichar um pouco mais nas poucas encenações que temos.