sábado, 30 de junho de 2007

rádio cultura

A coluna de Mônica Bergamo, publicada hoje na Folha, traz informações sobre a Rádio Cultura. Na nota "Ruído", está a informação de que 17 programas serão tirados do ar, medida que, segundo a direção da rádio, faz parte de uma reformulação que irá priorizar o espaço para a música erudita e acabar com a exibição de anúncios comerciais. Em seguida, a coluna informa que o programa Diário da Manhã, de Salomão Schwartzman, é a "primeira vítima" dos cortes e traz declarações do apresentador, para quem a decisão foi "política e ideológica", já que seu programa tem, segundo ele, a maior audiência da rádio e quatro patrocinadores. A rádio nega as acusações. Não há ainda informações sobre os outros cortes. Em tempo: o novo diretor de jornalismo da Cultura AM e FM é o jornalista Marco Antônio Gomes; ainda não foi divulgado oficialmente - por favor me corrijam se eu estiver errado - o nome que irá substituir José Roberto Walker à frente da programação da FM.

7 comentários:

pedrita disse...

tem uma promoção de indicação de blogs, tem o regulamento no da minha amiga http://blogdamarion.blogspot.com/ - tem que indicar, colocar no seu blog e avisar o organizador que vc postou as suas indicações de blogs. eu só vou fazer amanhã. o blog do organizador também é legal http://osentidodascoisas.blogspot.com/ depois ele vai dar a lista dos mais votados. beijos, pedrita

Lauro Machado disse...

João, como trabalho na área de música clássica, o meu programa, "Discoteca Básica", permanece. Entre os 17 programas cancelados, está a "Canção Italiana", de nosso amigo Sérgio Casoy. O que eu me pergunto é como a rádio pretende, a curto prazo, substituir, em sua grade, 17 programas, que ocupavam uma parte substancial do horário. O corte do Salomão Schwartzmann, que realmente dispunha de uma audiência significativa, é o que causou maior espanto. Mas eu, pessoalmente, lamento ter sido cortado o programa de jazz do Conde: não só ele era muito tradicional, existindo há vários anos, como o jazz é uma forma de música que encontra o seu lugar em todas as emissoras do mundo que se dedicam à transmissão de música clássica. Pelo seu radicalismo, acho que essa é uma decisão que ainda terá de ser repensada, em função, até mesmo, do nome da rádio: Cultura é um guarda-chuva que abriga várias formas de expressão do pensamento. Gostaria de saber qual é a opinião dos freqüentadores de seu blog.

Poletti disse...

Nossa estava tentando postar mas a tela não abria... que estranho...

Eh um absurdo... estão acabando com a radio cultura... e logo logo... temo que a programação na TV sobre musica erudita seja a próxima vitima...

No Blog da Radio (http://www.tvcultura.com.br/blog/ postagem de 29/06/07 13h14) disseram que os programas tinham baixa audiência... Queria saber que estudo profundo foi feito em menos de um mês para saber que 17 programas tinham uma audiência que pode ser melhorada com um terremoto desses? Que analise detalhada foi realizada para saber que esses programas precisavam sair do ar, e que os novos programas que substituirão os 17 retirados vão melhorar tanto a audiência da radio e satisfazer os ouvintes acostumados com a qualidade da noticia de um Salomão ou como muito bem lembro Lauro Machado, o excelente programa de Jazz...

Lamentável !!!!!!

Poletti disse...

O pior eh que pelo jeito estao censurando o blog da Cultura... Espero estar errado mas escrevi 3 mensagens criticando a mudança da programação... Falando do Salomão, do excelente programa de Jazz do Conde e de retirarem o Maestro Neschling da apresentação do Osesp ao Vivo e nenhum deles foi publicado. Temo que a Cultura esteja indo por um caminho triste onde a opinião do ouvinte não eh levada em consideração e os comentários a respeito da programação escolhidos... Sinceramente torço para estar errado e que seja apenas uma falta de atualização do Blog, mas acho que não.

Poletti disse...

Desculpe invadir seu espaço democratico e prometo que o faço pela ultima vez sobre esse assunto que ja me chateou bastante, Joao... mas eh que realmente estou decepcionado. Nao apenas com a retirada do ar de programacao tao boa, mas pelo fato de censurarem ouvintes como eu que querem se manisfestar. Comprovei que realmente me censuraram vendo que foram escritos posts depois do horario do meu.

Coisa muito triste de se ver. Pior do que ser manipulado com a vontade de uma direçao que nao se preocupa com os ouvintes eh ser amordaçado, ao tentar expressar suas opinioes.

Elisa disse...

Eu simplesmente sou fã de carteirinha do Diário da manhã, bem como do Salomão Schwartzman! Todos aqui em casa costumam ouvir nem que sejam alguns minutos deste maravilhoso programa (já que o horário da transmissão é de "rush"!). Hoje mesmo escrevi um e-mail demonstrando toda a minha indignação à Rádio Cultura mas, pelos comentários aqui postados, vejo que minha opinião não será levada a sério pela emissora.
Infelizmente, estou começando a acreditar que trata-se de censura pois não estamos falando somente de música, mas também de real informação à população!
Colegas, eua chava que em algum lugar deste país ainda havia "cultura"...

erika disse...

Elisa,

Estou contigo e não abro.... parece chavão, mas neste caso é apoio mesmo.
abração,
Erika